Saturday, April 20, 2013

Polônia


Foto da placa com o nome da cidade de BialowiezaDesde o começo de 2012 eu comecei a montar uma série de roteiros primeiramente pela Europa, com florestas, montanhas, mares e lagos. Lugares escondidos, não populares entre os turistas. A intenção é achar as melhores paisagens e principalmente procurar e fotografar os animais europeus. 

Um desses roteiros era a Polônia e o sonho de encontrar com o Bisão Europeu; um animal que já entrou em extinção na natureza, mas graças a projetos de reintrodução hoje vivem livres e protegidos em uma floresta denominada como a última floresta virgem da Europa. Como minhas viagens exigem um pouco mais de logística já que quase sempre gosto de me enfiar no meio das florestas, preciso contratar guias locais de confiança e achar lugares seguros para dormir antes das aventuras. 


Demorei, mas encontrei um dos melhores guias da região, também biólogo e tinha passado o inverno inteiro na floresta, o que era bom porque ele sabia onde encontrar os animais. Tudo planejado e eu finalmente faria uma viagem para a Polônia, depois de meses e meses sonhando. 

A Floresta de Bialowieza está localizada a aproximadamente 250 km de Varsóvia e fica ao redor de uma pequena vila com o mesmo nome. A pequena vila de Bialowieza tem características Russas, com pequenas casas de madeira, tudo muito simples, estreitas ruas, mas ao mesmo tempo um lugar muito aconchegante.

Foto das ruas de Bialowieza a noiteChegamos de noite, o lugar estava deserto e me chamou muito a atenção porque já para entrar na cidade percorremos um caminho pelo meio da floresta, que era tudo o que eu queria.
Nós fomos no final do inverno, mas a camada de gelo no chão ainda era grande e a temperatura estava em torno de -1. Mas nada que uma caminhada pela floresta não esquentasse. Quando seu pé afunda quase até o joelho na neve a dificuldade das trilhas aumenta 15 vezes. 

Foto da floresta de Bialowieza pela manhã


Foto das ruas de Bialowieza pela manhã


Para minha surpresa o Guesthouse que passaríamos a noite era de um antigo caçador, e a casa estava repleta (paredes, chão, teto, cômodas, etc.) de animais mortos e taxidermizados. Desde Bisão, corujas e várias outras espécies de aves e mamíferos da região. Só na parede do meu quarto tinham duas peles de porco selvagem (um dos animais que eu mais gosto) penduradas. Essa foi à parte mais difícil da viagem, já que o objetivo era justamente procurar animais em sua vida livre. 

Às vezes esse é o preço que se paga por tantas viagens, muitas vezes temos que fechar os olhos e a boca em algumas situações. A caça era muito comum naquela região antigamente, por isso muitas das casas e hotéis de Bialowieza tinham animais como enfeites. O que se pode fazer agora é dar graças a deus que a floresta hoje é protegida e é proibido caçar, motivo de eu ter ficado muito feliz ao saber. 

Dica ótima para os mochileiros: A Polônia é um lugar barato para viajar. Um exemplo: 50 euros são 200 Zlotys, e uma pizza em um restaurante custa em torno de 7 Zloty. Ou seja, por 5 euros você consegue comer muito bem. 

Em Bialowieza você encontra desde hotéis no estilo Resort, com piscina, sauna e suíte luxo, até simples Guesthouses, com quarto e banheiro. Só depende de você saber o quanto quer gastar. 

A comuna de Bialowieza é conhecida entre os Europeus, principalmente entre os fotógrafos. Mas mesmo nas altas temporadas de fotografia o turismo é baixo, comparado com outros pontos turísticos da Europa. 

Depois de Bialowieza passamos pela cidade de Bialystok, que é a maior cidade do nordeste da Polônia, e fomos para os “pântanos” buscar mais animais. Outro parque nacional, com paisagens e animais incríveis.
Eu AMEI a Polônia, não queria mais voltar e foi uma das viagens mais especiais. (Se bem que eu falo isso de todo lugar que eu vou né).

Nos próximos posts vou colocar sobre as florestas e como foi à procura pelo Bisão europeu.


2 comments:

  1. Eu sou polonês e ucraniano e conheço toda a cultura, flora e fauna da Europa central e Leste europeu. Também adoro fazer roteiros bem diferentes e sair do "comum", e gostei do que escreveram sobre o meu país. Vocês estiveram no fim de inverno e não estava tão frio , pois já estive em uma floresta que faz fronteira entre a Ucrânia e Belarus em meados de fevereiro, e a temperatura era de quase -40 graus. A Polônia e a Ucrânia se localizam em regiões de altas latitudes e não tem acesso ao oceano, apenas com os mares internos, o clima é temperado continental, as florestas são de coníferas e plantas decíduas, e na Ucrânia há enormes planícies com um dos melhores solos do mundo o "tchernozion". E atualmente a cultura da preservação ambiental está cada vez maior nos países europeus em geral. Ajudem a salvar os linces!!!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá Leonardo! Que bom que gostou.. eu realmente AMEI a Polônia, e é um país que eu queria mtooo voltar pra conhecer mais!!! Eu não fui no meio do inverno.. fui nos últimos dias de fevereiro!! Nossa se eu tivesse pego -40 acho que não ia conseguir andar muito pela floresta não.. o máximo que já peguei foi -20 e foi difícil!!
      É isso mesmo que mais estou gostando na Europa, percebi que a conservação está muito forte e a preocupação ambiental e com os animais! Isso é ótimo!!!
      Pena que não consegui ver o LInce Boreal por lá! Mas é isso ai, ajudem a salvar todos os animais!! :)
      Bjos!!!

      Delete

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...